Segib e Senescyt selam alianças para o desenvolvimento da mobilidade acadêmica

A firma do “Acordo Marco de Adesão à Aliança para a Mobilidade Acadêmica”, beneficiará estudantes, professores e pesquisadores do Equador.

firmaalianzaecuador

Com o objetivo de impulsionar a mobilidade internacional de estudantes, professores e pesquisadores mediante o desenvolvimento de um sistema de mobilidade acadêmica conformado por um conjunto de programas, projetos e iniciativas, a Secretaria de Educação Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação do Equador assinou o Acordo Marco de Adesão à Aliança para a Mobilidade Acadêmica, com a SEGIB.

Este acordo se deu no marco da Segunda Reunião de Ministros e Altas Autoridades em Ciência, Tecnologia e Inovação, celebrada nos primeiros dias de outubro do presente ano, em Cartagena, Colômbia, onde surgiu a oportunidade de participar ativamente na estratégia de Espaço Ibero-americano do Conhecimento  e formar parte da aliança Ibero-americana para a mobilidade impulsionada desde a Secretaria Geral Ibero-americana, a Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) e o Conselho Universitário Ibero-americano (CUIB).

Na cerimônia de firma de acordo, participou René Ramírez, Secretário de Educação Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação; Rebeca Grynspan, Secretária Geral Ibero-americana; Félix García, Secretário Geral do CUIB; e Natalia Armijos, Diretora Nacional da OEI.

René Ramírez, afirmou que esta é uma iniciativa básica para a transformação social do país, à construção da cidadania universal e ajuda que exista uma sociedade mais harmônica. “Este tipo de programas promove a internacionalização das universidades, ao desenvolver a inclusão com qualidade através da construção de redes de conhecimento”.

Por sua parte, Rebeca Grynspan assinalou que este é um programa para a igualdade de oportunidades. “Nossa intenção é uma aposta pela qualidade acadêmica, pela igualdade de oportunidades e pela construção de um mundo mais equitativo”.

movilidadecuador-inter

Uma vez finalizada a firma do acordo, foi realizada a entrega da primeira bolsa de Mobilidade Ibero-americana à Excelência a Gladys Piedra de raízes afro-descendentes, procedente da comunidade de Pimampiro, quem atualmente estuda a carreira de Educação Infantil na Universidade Técnica do Norte.

“Estou muito contente por ter esta oportunidade de viajar a uma universidade estrangeira e reforçar meus conhecimentos, além de poder conhecer outro país”, assinalou Gladys. Apesar de Gladys ter 9 irmãos, é a primeira de sua família em acessar à Educação Superior e obter uma bolsa em uma universidade de excelência.

A beneficiária terá a oportunidade de realizar um período de estudos ou de pesquisa em outra instituição acadêmica da aliança Ibero-americana, e contará com a cobertura de gastos de deslocamento, alojamento e manutenção até 5.000 Euros.

Desta maneira, a Secretaria de Educação Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação do Equador, mantém o compromisso constante de fortalecer os espaços multilaterais promovendo políticas, programas e ações que ajudem a alcançar um desenvolvimento econômico, social, inclusivo e sustentável para o desenvolvimento econômico e cognitivo do país.

Veja todos os assuntos