Cooperação Sul-Sul e Triangular/

A Secretaria-Geral Ibero-americana (SEGIB) trabalha há mais de uma década no fortalecimento da cooperação sul-sul e triangular e sua valorização, em torno a três eixos inter-relacionados: a sistematização de informação e geração de conhecimento; a geração de capacidades de ação em cooperação para o desenvolvimento sustentável e o posicionamento internacional desta modalidade de cooperação.

Além disso, a Secretaria é responsável pela coordenação com o Programa Ibero-Americano para o Fortalecimento da Cooperação Sul-Sul, ajudando a reforçar as capacidades tanto dos 22 países Ibero-Americanos como da Cooperação Ibero-Americana no seu conjunto, o que inclui Programas, Iniciativas e Projetos adstritos, entre outros actores.

Áreas de trabalho principais /

 

A SEGIB, junto com os países ibero-americanos, trabalha há mais de uma década na sistematização e na análise de informação sobre a CSS e triangular, refletida no Relatório anual da CSS na Ibero-América, publicação de referência internacional na matéria, e mantida por uma plataforma de dados online Sistema Integrado de Dados da Ibero-América sobre Cooperação Sul-sul e Triangular (SIDICSS) que hoje conta com mais de 9.000 iniciativas.

Além disso, o Relatório serviu de foro de reflexão e de alto-falante para os máximos responsáveis da cooperação da região, para ir construindo uma posição comum ibero-americana em torno à cooperação sul-sul e à agenda internacional da cooperação ao desenvolvimento.

À sua vez, graças ao rico acervo de informação disponível, são elaborados produtos específicos como os relatórios sobre a cooperação sul-sul e triangular no setor da saúde na Ibero-América em conjunto com a Organização Pan-americana da Saúde (OPS), nos quais se potenciou o conhecimento e experiência de ambos os sócios.

Por outro lado, baseando-se em sua longa experiência no âmbito ibero-americano, a SEGIB deu assistência técnica e transferiu seus conhecimentos para a elaboração do Primeiro relatório africano de CSS lançado em 2019 e elaborado pelo PNUD na África e NEPAD, que representa um verdadeiro marco para a CSS na África.

A SEGIB trabalha na elaboração de metodologias e ferramentas para aportar na contribuição da cooperação sul-sul e triangular ao desenvolvimento sustentável.

Nesse sentido se destaca o impulso e financiamento, desde 2010, do Programa Ibero-americano para o Fortalecimento da Cooperação Sul-Sul (PIFCSS), cujo objetivo central é fortalecer as capacidades dos países para realizar mais e melhor cooperação. Nascido em 2008 na XVIII Cúpula de San Salvador, este programa é reconhecido pela qualidade de seus produtos e resultados, entre os quais se destaca, a modo de exemplo, a Guia orientadora para a gestão da cooperação triangular na Ibero-América.

Na mesma linha, a SEGIB e a União Europeia, desde finais de 2019, estabeleceram uma aliança estratégica para  trabalhar juntos no projeto “Uma Cooperação Triangular Inovadora para a nova Agenda de Desenvolvimento”, que além de gerar conhecimento para compreender melhor suas características e potencialidades, busca desenvolver um modelo inovador de cooperação triangular baseado no conhecimento, mas também na experiência dos profissionais que trabalham na mesma, tanto no norte como no sul.

A geração de conhecimento e de capacidades de ação por parte do espaço Ibero-americano serviu, por sua vez, de insumo para gerar um foro de reflexão acerca da Cooperação Sul-sul e Triangular para os máximos responsáveis da cooperação da região. Fruto destas reflexões, o espaço ibero-americano foi construindo uma posição comum ibero-americana em torno à cooperação sul-sul e triangular e à agenda internacional da cooperação ao desenvolvimento.

A SEGIB apoia a visibilidade e o posicionamento da CSS e triangular ibero-americanas na cena internacional, participando ativamente e promovendo foros e debates ao mais alto nível; e articulando sua ação com distintos sócios, entre os que cabe destacar os pertencentes ao Sistema das Nações Unidas, a OCDE e a UE.