Posicionando a Ibero-América durante o Foro Econômico Mundial 2017

Durante o Foro Econômico mundial 2017, realizado em Davos, a Secretária geral Ibero-americana, Rebeca Grynspan, participou na sessão intitulada “Dando forma ao futuro da América Latina”.

wef2

No dia de ontem, 18 de janeiro, a secretária geral Ibero-americana, Rebeca Grynspan, participou no Foro Econômico Mundial 2017, na sessão “Dando forma ao futuro da América Latina”, junto a Horacio Cartes, Presidente do Paraguai; Ángel Gurría, Secretário Geral da OCDE; Moisés Naím, escritor e colunista venezuelano e com o economista venezuelano e professor de Harvard, Ricardo Hausman, no rol de moderador.

Durante a sessão falou-se sobre as prioridades que formam a agenda de América Latina em tempos de mudanças, o impato macroeconômico e os efeitos da transformação política, entre outros temas.

Durante sua intervenção, a Secretária Grynspan manifestou que “América Latina deve apostar pelo conhecimento, a inovação e o acesso à educação de qualidade para todos”  e Angel Gurría secundou a ideia acrescentando que “uma prioridade para a América Latina deve ser conseguir que a inovação seja uma alavanca de desenvolvimento e não uma ameaça”.

Assim mesmo, a Secretária enfatizou a necessidade de “reconstruir a confiança nas instituições, com maior transparência e alianças público-privadas na região”.

Por outra parte, manifestou que na Ibero-América são impulsionadas 3 áreas de ação: equidade de gênero, mobilidade de talento e investimento em infraestrutura, e fez um chamado para que “façamos da agenda de gênero um tema central” com o fim de ver “resultados positivos em outras áreas”.

A sessão completa pode ser vista neste vídeo:

Veja todos os assuntos