‘A Ibero-América deve encontrar sua própria narrativa’ Encontro de Jornalismo Jovem

Durante os dias 24 e 25 de outubro está sendo celebrado, em Cartagena, Colômbia, o Encontro Ibero-americano de Jornalismo Jovem e Empreendedor.

fnpi

No dia de hoje está sendo realizado, em Cartagena, o “Encontro Ibero-americano de Jornalismo Jovem e Empreendedor”, um cenário para fazer balanço sobre o estado do jornalismo jovem na Ibero-América nesta época de transformações.

A Secretária Geral Ibero-americana, Rebeca Grynpan, junto a Jaime Abello, Diretor da Fundação Gabriel García Márquez para o Novo Jornalismo Ibero-americano (FNPI), Flavio Vargas do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF); Diego Carcedo, Presidente da Associação de Jornalistas Europeus (APE); e Mercedes Flórez, Diretora do Centro de Formação da Cooperação Espanhola de Cartagena (CFCE), foram os encarregados de abrir o evento, dando passagem às diferentes exposições de ideias, realizadas entre mais de 40 jornalistas de 15 países da região.

Quais são as tendências no jornalismo jovem, os novos campos de açñao e, principalmente, quais serão os caminhos em rumo a novos modelos? Estas reflexões são por conta de especialistas, funcionários e jornalistas de meios inovadores como Chequeado, da Argentina; Nómada, da Guatemala; Agência Pública, do Brasil; Vice, do México; La Silla Vacía, da Colômbia; entre outros.

Para a Secretária Grynspan, a Ibero-América deve encontrar “sua própria narrativa”, em meio à atual “infoxicação informativa” e buscar “ferramentas” para triar o excesso de informação que nos permita “não nos fecharmos” nela.

Além disso, “os meios devem passar do ‘sucesso ao processo’: não só narrar os fatos, senão, explicar as causas”.

Por sua parte, Jaime Abello acrescentou que “Historicamente, o jornalismo esteve ao lado de muitas coisas. É a ele que corresponde, cada vez mais, estar do lado da verdade”.

Durante o resto do dia de hoje, e toda a jornada de amanhã, preveem-se apresentações de experiências empreendedoras e inovadoras impulsionadas por jovens, mesas de reflexão sobre o jornalismo que se faz para os jovens, suas estratégias de conteúdo e seus mecanismos como indústria.

O Encontro realiza-se no marco da XXV Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e de Governo, dedicada aos temas de juventude, empreendimento e educação.

Veja todos os assuntos