Ministros aprovam grande pacto pela juventude na Ibero-América

Termina a Conferência Ibero-americana de Ministros da Juventude com a aprovação de um pacto que vincula ideias e soluções concretas para melhorar a realidade dos jovens da região.

juventud-interna

Durante o dia de hoje celebrou-se em Medellín, Colômbia, a XVIII Conferência Ibero-americana de Ministros e Responsáveis de Juventude no quadro das reuniões ministeriais setoriais precedentes à XXV Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e de Governo; com o objetivo de aprovar o Pacto de Juventude, uma aliança entre diferentes atores políticos, sociais e econômicos, que marcam o percurso a seguir com programas, projetos e ações concretas para melhorar a realidade dos jovens da região.

A inauguração esteve a cargo de Juan Carlos Reyes, Diretor do Sistema Nacional da Juventude “Colômbia Jovem”, que partilhou mesa com Federico Gutierrez, Alcaide da Cidade de Medellín; Isabel Cristina Carvajal, Secretária de Participação de Democracia da Governação de Antioquia; Rubén Urosa, Presidente do Conselho Diretivo do Organismo Internacional da Juventude – OIJ; Rebeca Grynspan, Secretária Geral Ibero-americana; e Max Trejo, Secretário Geral da OIJ.

Durante a sua intervenção, o Alcaide de Medellín salientou a necessidade de que os governos se concentrem na qualidade da educação para apoiar a mudança do círculo vicioso da violência juvenil, por o das oportunidades, e destacou que “se existem espaços onde temos desafios é precisamente na juventude”.

No mesmo sentido, Max Trejo, Secretário da OIJ, refletiu sobre o processo de construção do “Pacto de Juventude”, que foi um processo de diálogo aberto com os jovens ibero-americanos, para “orientarem” os governantes “para soluções completas” e poderem elevá-las aos Chefes de Estado.

juventud-interior

Além disso, a Secretária Geral Ibero-americana recordou que estamos no momento de “maior percentagem de jovens na população ibero-americana, com 34% do total” e que esses 34% são os que tiveram mais acesso à educação na história, e graças a isso a “Ibero-América tem um grande futuro, e esse futuro está na sua juventude”.

Por sua vez, a jornada de trabalho dos Ministros centrou-se na apresentação do processo e dos 21 acordos do Pacto Ibero-americano de Juventude, no qual se estabelece uma aliança regional que define um quadro de coordenação entre os governos, a sociedade civil, o setor privado, a academia e a cooperação internacional para o desenvolvimento de políticas, programas, projetos e iniciativas que incidam nas realidades das juventudes.

Este pacto, assinado pelos 22 países da região Ibero-americana, aborda o desenvolvimento integral e pleno das pessoas jovens, promovendo o seu papel como sujeitos de direitos, atores políticos e estratégicos do desenvolvimento com capacidade inovadora e de incidência local e global.

Baixar o Pacto Ibero-Americano da Juventude

Baixar a Declaração final dos Ministros e Responsáveis da Juventude

Veja todos os assuntos