Os Ministros de Saúde Ibero-americanos recomendam fortalecer a saúde dos jovens

Termina em Cartagena das Índias a Conferência Ibero-americana de Ministros da Saúde com uma declaração centrada na juventude sob o tema “Fortalecendo as políticas públicas em saúde para melhorar a qualidade de vida dos jovens na Ibero-América”.

05092016-ministros-de-salud

Melhorar as condições de saúde dos jovens da região e contribuir para a redução das inequidades, este é o eixo central da declaração final assinada pelos ministros e ministras da Saúde da Ibero-América na XV Conferência Ibero-americana de Ministros da Saúde celebrada em Cartagena, Colômbia.

De acordo com o documento, as ministras e ministros da região acordaram promover políticas públicas inter-setoriais e integrais que incorporem o enfoque de direitos, baseadas na evidência, e que sejam formuladas e implementadas com participação dos jovens, para continuar a atuar sobre os determinantes da saúde e os fatores de risco, e assim contribuir para a redução das inequidades e melhorar as condições de saúde dos jovens da região.

Criarão ainda três grupos de trabalho de países de composição aberta para elaborar linhas de base e caraterizações em temas como saúde sexual e reprodutiva, consumo de substâncias psicoativas e nutrição.

Num grupo elaborar-se-á uma linha de base sobre a situação do acesso a métodos anticonceptivos nos serviços de saúde que atendem adolescentes e jovens, especialmente aqueles em situação de vulnerabilidade, como contribuição para gerar recomendações de políticas públicas em saúde.

No segundo far-se-á uma caraterização das experiências bem sucedidas e lições aprendidas sobre a prevenção, intervenção precoce, a redução do impacto negativo e o tratamento dos transtornos relacionados com o consumo nocivo do álcool e a utilização indevida de substâncias psicoativas nos jovens, com o fim de proporcionar aos tomadores de decisões elementos concretos, eficazes e baseados em dados científicos, para a formulação, execução e avaliação de políticas públicas em saúde.

No último grupo elaborará uma linha de base sobre a dupla carga nutricional na juventude ibero-americana e a identificação de experiências bem-sucedidas e lições aprendidas dos países na abordagem desta problemática.

Neste sentido, elevar-se-á à consideração dos Chefes de Estado e de Governo da Cúpula Ibero-americana, o fortalecimento das políticas públicas em saúde para a abordagem do consumo nocivo do álcool e a utilização indevida de substâncias psicoativas problemática, a dependência e a redução do impacto negativo das drogas na saúde; o impacto da dupla carga nutricional e a garantia dos direitos sexuais e reprodutivos dos adolescentes e jovens, com o fim de contribuir para melhorar a sua qualidade de vida, e a fortalecer o intercâmbio de experiências bem sucedidas e lições aprendidas na região em torno destas temáticas.

Por último, acordou-se que os países ibero-americanos proponham uma resolução perante a próxima Assembleia Mundial da Saúde que fixe a data definitiva para a erradicação global do sarampo e da rubéola, assim como a definição de mecanismos que permitam o seguimento do cumprimento da mesma.

Baixar declaração final

Conferência de imprensa dos Ministros Ibero-americanos da Saúde

Veja todos os assuntos